A aventura de estar a dois em uma viagem para Bonito!


Relacionamentos são como viagens - se você não se preparar pode se tornar algo muito difícil!

Viajar para Bonito contando com a Acqua torna as coisas bem mais fáceis... E o que Bonito poderia te ensinar sobre a vida a dois?

A aventura de estar em um relacionamento de namoro ou casamento é como uma viagem, porque envolvem experiências que ativam todos os nossos sentidos. 

Em ambas situações as emoções podem variar de emoções agradáveis com a capacidade de gerar um prazer único e bem-estar, e, outras, bem... não tão agradáveis assim!

Entre todas essas emoções que poderíamos mencionar nas duas situações estão a expectativa, a surpresa, fadiga, segurança, solidão, medo, determinação, alegria e relaxamento, entre muitos outros. Isso, por si só, nos indica que há muitos pontos a transformar.

Por isso, uma viagem a Bonito e um relacionamento tem um ponto incomum – podem agir como catalizadores produzindo mudanças; criando situações que nos testam e nos permitem descobrir novos aspectos de nós mesmos ao enfrentarmos nossos medos e nossas inseguranças.

Então vamos refazer a pergunta: como nos preparar para uma viagem de aventura pode influenciar na aventura que é um relacionamento? Isso é fácil! Nos mostrando que nas duas situações a falta de organização e planejamento pode transformar essa experiência em algo desastroso. 

É claro que a preparação para um relacionamento certamente leva muito mais tempo do que uma preparação para uma viagem, até porque, no segundo caso, é fácil de resolver tendo a Acqua Viagens à sua disposição.  Talvez seja exatamente por isso, pela certeza das dificuldades em construir relacionamentos felizes, que ficamos admirados quando isso acontece, afinal, mesmo que não declaradamente, todos buscamos por um relacionamento que possa ser antes de tudo uma grande viagem, e aliás, que além de grande, seja longa também.

Então vamos lá!  É necessário ter um substancia sólida para enfrentar os desafios de uma aventura.  E para adquirir essa base sólida definitivamente leva tempo. Bases sólidas de relacionamento também geram viagens felizes para Bonito, então nós aqui da Acqua Viagens vamos te sugerir três pontos importantes a serem desenvolvidos durante a aventura a dois em sua vida:

 

1. Aprender a ser um amigo:

A preparação para um relacionamento feliz pode começar a partir do momento em que aprendemos a ser amigos, seja na infância ou adolescência. Amizade, como relacionamento interpessoal, nos permite desenvolver conexões emocionais; e desenvolver nossas habilidades sociais, comunicação e resolução de conflitos. Por sua vez, promover o desenvolvimento da intimidade emocional (a partilha de emoções com os outros). 

Sem dúvida na amizade aprendemos a considerar o outro; para compartilhar de nossa própria vida; para não produzir a um desacordo deve haver paciência entre outras coisas. Amizade é essencial ao iniciar e manter um relacionamento. Na mesma linha, aprender a ser amigos do sexo oposto também seria uma parte importante da preparação. Durante essa interação um aprende de se relacionar com o outro. A este respeito, aprendemos a entender e satisfazer tanto as necessidades; seus modos de pensar e processamento de informações e a essência que caracteriza homens e mulheres.

Desenvolver a amizade a dois em uma viagem para Bonito, passa obrigatoriamente por alinhar as expectativas do casal, compreender que é preciso dividir as áreas de interesse e deixar que cada pessoa possa escolher pelo menos uma atividade da qual não abre mão e que o outro não só colabore mas demonstre interesse genuíno. Para ajudar e facilitar essa conversa, compartilhamos aqui uma lista com os principais pontos turísticos de Bonito de forma bem simplificada.  

 

2. Questões não resolvidas do passado:

Considere que sua história pessoal é um importante passo para desenvolver a preparação do que será futuramente a história casal. Durante nossa educação, podemos ter tido as experiências de vida difíceis, como algum tipo de abuso físico ou psicológico com o potencial de impactar a nossa personalidade e, consequentemente, nosso comportamento, pensamentos e emoções, e, eventualmente, afetar a interação com o outro. 

Portanto, ter tempo para avaliar a nossa história, a fim de identificar e trabalhar aspectos que podem afetar nosso relacionamento como um casal deve ser uma prioridade durante a nossa preparação. A ajuda profissional pode ajudar neste processo.

Questões internas como medos inexplicáveis e inseguranças absurdas podem ser trabalhadas ludicamente durante uma viagem para Bonito. Um exemplo disso é decidir praticar a atividade de rapel nas cachoeiras da Boca da Onça

Grande parte das pessoas tem medo de altura e não permite desafiar-se! Mas esse medo de altura na verdade, quase sempre é alguma forma de limitação auto - imposta que revela uma personalidade acomodada. E porque se desafiar dessa forma e nesse lugar?

Porque o desafio precisa contribuir para o crescimento pessoal e não colocar o visitante em risco. É muito mais sábio se colocar à prova sabendo que o teste é de coragem, é sobre transgredir limites, mas não sobre ser displicente com regras de segurança. Precisamos desfrutar a adrenalina dessa experiência sem, contudo, arriscar o que temos de mais importante que é a vida.  Nesse caso, você faz o maior rapel de plataforma do Brasil, do alto dos seus imponentes 90 metros de altura, mas assegurados por manobras e equipamentos certificados pelos mais altos programas de qualidade desse seguimento. 

Mas não se preocupe antecipadamente, se o rapel é um desfio muito grande para tentar logo de cara a Trilha Aventure pode ajudar muito. Veja como funciona esse passeio na Boca da Onça.

 

3. Aquisição de novos conhecimentos:

Aceitar a aventura de ser um casal sem saber como lidar com o que vamos enfrentar não seria sábio, concorda? Seria quase como viajar para a Bonito e não levar roupa de banho, item essencial para entrar na água que é o principal atrativo deste paraíso. Mas para descobrir isso foi preciso pesquisar a informação, exigiu tempo e a decisão em minimizar possíveis problemas que poderiam ocorrer durante a viagem. Nesse caso, o acesso a essa informação foi facilitado pela Acqua Viagens, mas no dia a dia, nem sempre é assim. 

No namoro ou no casamento, para construir um relacionamento também é preciso de um mínimo de tempo, dedicação, e porque não, treinamento, para desenvolver dentro de nós um conhecimento suficiente que nos permita enfrentar e resolver os desafios de ser um casal vivendo juntos; as eventuais discordâncias e até mesmo para auxiliar no desenvolvimento de habilidades simples a fim de gerir o stress. Não atuar dessa forma seria o mesmo que viajar pra Bonito e não levar roupa de banho.

Siga estas dicas, seja um casal feliz e aproveite para viver essas duas aventuras visitando Bonito, não há lugar melhor para potencializar tudo isso!

Indique para um amigo